Polícia Civil divulga calendário de cursos para 2018

Academia vai interiorizar ações e realizar campeonato interno de tiro

653
Diretores acompanharam a apresentação das atividades da academia em 2018

A realização de um campeonato interno de tiro, idealizado pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, e a interiorização de suas ações são as principais novidades que a Academia de Polícia Civil planeja para o próximo ano.

O calendário de cursos e outras atividades foi apresentado nesta terça-feira (5), pela gerência da academia (Gapocal), durante reunião do Conselho Superior de Polícia Civil (Consupoc). A apresentação foi feita pelo policial civil Alexandre Galvão e pelo do gerente da academia, delegado Antônio Carlos Lessa.

Antes de se iniciar a exposição, o policial civil destacou a situação atual da Polícia Civil onde todos os policiais possuem sua arma individual, como também é grande a quantidade de munições tanto para o trabalho diário como para treinamentos.

A interiorização das ações, segundo ele, acontecerá a partir da realização de instrução aos policiais nas delegacias regionais, seguindo o calendário: São Miguel dos Campos (17/01), Arapiraca (24/01), Palmeira dos Índios (31/01), Penedo (20/02), União dos Palmares (27/02), Novo Lino (07/03), Viçosa (14/03), Matriz do Camaragibe (21/30), Batalha (04/04), Santana do Ipanema (11/04) e Delmiro Gouveia (18/04).

A ideia é a academia deslocar toda a estrutura para a promoção das instruções nas sedes das regionais. “Nem sempre os policiais que trabalham no interior têm a oportunidade de se deslocarem até Maceió para participar de treinamentos; por isso, a academia vai até eles, com instruções de diversas modalidades durante um dia inteiro”, explicou Alexandre Galvão.

A Gapocal também vai promover, durante todo o ano, vários cursos de alinhamento operacional, de desenvolvimento e de alinhamento para escrivães.

O diferencial será que os cursos de desenvolvimento policial serão direcionados às delegacias especializadas, inclusive com detalhamento das legislações específicas de cada uma delas, e os de alinhamento de escrivães pretendem focar na padronização de procedimentos em todas as delegacias alagoanas. Os cursos de alinhamento operacional seguirão os padrões já apresentados anteriormente.

A programação prevê também um seminário, no mês de agosto; um workshop, em outubro, e um fórum, em dezembro, todos abordando a questão da segurança pública. Os cursos e demais atividades planejadas para 2018, alcançarão um total 795 policiais civis.

Também estão previstas a reativação do simulador de tiro na academia, equipamento de extrema importância para a qualificação dos profissionais de segurança pública; a realização do primeiro curso sediado na cidade de Arapiraca, propiciando ao policial do interior do Estado o aperfeiçoamento para evolução técnica e profissional; a produção de vídeos aulas, que serão disponibilizadas no site da Polícia Civil, e a construção de acervo, com projetos pedagógicos dos cursos ministrados de forma a garantir a continuidade e padronização da educação continuada dos policiais civis.

O delegado-geral Paulo Cerqueira destacou que o investimento em capacitação sempre produz resultados positivos, pois melhora a qualificação do policial, que desenvolverá sua atividade com mais confiança e precisão, beneficiando diretamente a sociedade.

A reunião, onde foi feita a exposição, contou ainda com as presenças dos diretores Aydes Ponciano, Ana Luíza Nogueira, Valdeks Ferreira, Mário Jorge Barros e Francisco Amorim. 

COMPARTILHAR