22 C
Maceió, BR
| 22 de setembro de 2019 |
Delegacia Geral – Polícia Civil de Alagoas

Pégasus: PC prende mais dois integrantes de quadrilha

Print Friendly, PDF & Email

Agentes do Núcleo de Inteligência (NI) da Delegacia Geral da Polícia Civil, com o apoio do Tático Integrado de Grupamentos de Resgates Especiais (Tigre), prenderam nesta quinta-feira (31) mais dois integrantes da quadrilha desarticulada há cerca de 10 dias pelas forças de segurança de Alagoas, na denominada Operação Pégasus. Um adolescente de 17 anos foi apreendido.

Rodrigo Clemente da Silva Júnior e Luiz Maurício dos Santos Neto, o “Neguinho”, foram localizados em uma casa usada como “boca de fumo”, na localidade Flexal de Baixo, próximo à Lagoa Mundaú, em Bebedouro.

“Neguinho”, também conhecido como “Satanás”, na área do Caiçara, em Bebedouro, reagiu, mas acabou detido. Com ele, a polícia encontrou um revólver com três projetis disparados, dois pinados e um intacto. Na casa, além da arma, foram apreendidos mais de meio quilo de maconha, dinheiro arrecadado com o tráfico e balança de precisão.

A ação foi comandada pelo delegado Fabrício Lima, coordenador do NI. Segundo ele, “Neguinho” era considerado foragido do sistema prisional por ter rompido a tornozeleira eletrônica e tinha mandado de prisão expedido pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Dois homens conhecidos como “Jacó” e “Tonho” estavam na casa, mas conseguiram fugir ao cerco policial.

A operação Pégasus foi desencadeada na madrugada de terça-feira (22) para dar cumprimento a 50 mandados de prisão, busca e apreensão, contra pessoas envolvidas nos crimes de homicídios e tráfico de drogas.

O delegado Ronilson Medeiros, gerente da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), revelou que, num primeiro momento, 14 pessoas foram presas, oito reeducandos envolvidos nas ações criminosas reapresentados, e um menor apreendido. Alguns integrantes têm ligação com a organização criminosa – Primeiro Comando da Capital (PCC), que age em todo o território nacional.

Com o grupo, foram apreendidos 5 kg de maconha, 1,5 kg de cocaína e três armas de fogo. As investigações apontam que todos os envolvidos possuem relação com o tráfico de drogas e homicídios.

Em 23 de março, os agentes do NI da Delegacia Geral prenderam Juliana Pereira de Oliveira, de 27 anos, conhecida como “Juliana Perversa”, outra integrante do grupo foi detida no bairro de Bebedouro.

Droga e arma apreendidas com os acusados (Foto: ASCOM/PC)
Droga e arma apreendidas com os acusados (Foto: ASCOM/PC)

VEJA MAIS

Agente da Polícia Civil será sepultado neste sábado, às 16 horas, no Benedito Bentes

ASCOM-PC

Nota de Falecimento

ASCOM-PC

Operação Recuperatio prende mais dois acusados de crimes em Arapiraca e na Paraíba

ASCOM/PC