22 C
Maceió, BR
| 22 de setembro de 2019 |
Delegacia Geral – Polícia Civil de Alagoas

Polícia Civil investe R$ 1,1 milhão em bens e materiais permanentes

Print Friendly, PDF & Email

A Polícia Civil de Alagoas investiu, durante o exercício financeiro de 2015, R$ 1,1 milhão na aquisição de bens e materiais permanentes que estão sendo distribuídos às suas diversas unidades. O volume de recursos aplicados é dez vezes superior ao investido em 2014 (R$ 110,1 mil).

O investimento faz parte da política de melhoria do atendimento ao público e das condições de trabalho de seu pessoal – delegados e policiais civis, colocada em prática pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, dentro da linha de construção de uma nova Alagoas.

A delegada Kátia Emanuelly, superintendente de Planejamento, Orçamento e Finanças da instituição, destaca que o mobiliário e os equipamentos foram adquiridos com recursos próprios e resulta de um grande esforço da atual direção. Segundo ela, “conseguimos fazer certa economia com a redução de gastos, e assim foi possível realizar essas aquisições”.

Nova estrutura permite um atendimento melhor para o cidadão.
Nova estrutura permite um atendimento melhor para o cidadão.

Entre os lotes adquiridos, estão: móveis, eletros, e equipamentos de informática. O material está sendo distribuído às delegacias da capital e interior, centrais de flagrante e departamentos, desde o mês de janeiro, de acordo com cronograma da Gerência de Patrimônio.

Na capital, foram beneficiadas com nova mobília as delegacias do 1.º, 2.º. 3.º, 7.º, 8.º, 10.º  Distritos, a distrital de Barra São Miguel , Delegacia dos Crimes Contra a Criança e o Adolescente, 1ª Delegacia de Defesa das Mulheres de Maceió, e alguns Departamentos da Delegacia Geral.

Dentro da política de melhor aplicação dos recursos públicos, a direção da Polícia Civil vem desenvolvendo também um programa de recuperação de bens. Dessa forma, ganharam móveis recuperados: a Central de Inquéritos Policiais Pendentes, o 4º Distrito da Capital, Delegacias de Homicídio e da Criança e do Adolescente de Arapiraca, Barra de Santo Antônio, Flexeiras, Matriz de Camaragibe, Anadia, Maribondo, Homicídios de Maceió, Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), Delegacia dos Crimes Contra a Ordem Tributária e a Administração Pública, Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, e departamentos da Delegacia Geral.

De acordo com relatório da Gerência de Planejamento, Orçamento, Finanças e Contabilidade da Polícia Civil, considerando que no exercício financeiro de 2014, a PC/AL executou cerca de RS 14 milhões do seu Orçamento aprovado para aquele exercício, e que em 2015 o valor executado foi de R$ 20 milhões, aproximadamente, ficou claro um aumento na eficiência da execução orçamentária financeira.

Moveis sendo entregues no interior.
Moveis sendo entregues no interior.

Com base nos quadros elaborados pela Gerência, observa-se que no ano passado houve um acréscimo das despesas com investimentos, de cerca de 130%, do total geral. Assim, mais que foram dobradas as despesas com aquisição de bens e materiais permanentes.

Como parte do planejamento estratégico da Superintendência, estão previstas para este ano a compra de novos bens, entre eles, geladeiras, bebedouros de gelágua, ventiladores, condicionadores de ar e computadores.

O delegado-geral Paulo Cerqueira ressaltou os investimentos na ordem de R$ 1,5 milhão na aquisição de 24 viaturas que irão beneficiar as doze cidades consideradas mais violentas do Estado, por meio de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça. O mesmo convênio permitiu igualmente a aquisição da primeira delegacia móvel de Alagoas, que já se encontra em atividade.

atalaia

Paulo Cerqueira destaca ainda que a instituição policial vem implementando uma política de gestão  pautada na seriedade com os recursos públicos, e do não desperdício. “Dessa forma, conseguimos otimizar recursos e investir em áreas que necessitavam com maior urgência. É claro que não foi o suficiente para suprir todas as demandas, mas continuaremos com essa filosofia de trabalhar sério e com austeridade para aumentar cada vez mais a possibilidade de investir nas unidades da Polícia Civil”, salientou.

Para ele, todo esse esforço visa proporcionar um ambiente com melhores condições para que o policial possa desenvolver suas atividades, bem como melhorar sempre o serviço prestado à sociedade alagoana, conforme determina o governador Renan Filho.

VEJA MAIS

Agente da Polícia Civil será sepultado neste sábado, às 16 horas, no Benedito Bentes

ASCOM-PC

Nota de Falecimento

ASCOM-PC

Operação Recuperatio prende mais dois acusados de crimes em Arapiraca e na Paraíba

ASCOM/PC