20 C
Maceió, BR
| 20 de junho de 2019 |
Delegacia Geral – Polícia Civil de Alagoas

Presos autores de tentativa de homicídio em Porto Real do Colégio

Print Friendly, PDF & Email
Policiais civis da Delegacia de Porto Real do Colégio, coordenados pelo delegado Rômulo Andrade, prenderam, na tarde desta segunda-feira (15), duas pessoas suspeitas de terem praticado crime de tentativa de homicídio no município.
Fabrício Ramos dos Santos, 21 anos, conhecido como “Salsichão”, e Herbert Galvão Costa, 20 anos. Os dois foram detidos em cumprimento a Mandados de Prisão, emitidos pela magistrada, Fabíola Melo Feijão, que atendeu ao pedido formulado pelo delegado Rômulo Andrade, em função da investigação do crime de tentativa de homicídio, ocorrido por volta das 01h, do dia 24 de março de 2019, na praça da Cohab, centro daquele município, que vitimou Ronalço Mendes Alves da Silva.
“Mediante a coleta de informações, a equipe policial, se deslocou para zona rural do município de Feira Grande, e, depois de outras diligências, conseguiu prender a pessoa de “Salsichão”, localizado no interior de um bar. Já Herbert Costa, foi  preso no centro da cidade de Porto Real do Colégio”, frisou o delegado.
Segundo os levantamentos constantes no Inquérito Policial que segue em andamento, os autores do crime estavam ingerindo bebidas alcoólicas na praça da Cohab, naquela madrugada, quando a vítima se apresentou e passou a beber junto aos acusados, momento em que, por um desentendimento banal, Fabrício e Herbert quebraram uma garrafa de vidro e passaram a lesionar a vítima, sendo contidos por outros que faziam parte da cachaçada.
A vítima mesmo atingida na face, na região abdominal, nos braços e nas costas, conseguiu se afastar dos seus algozes, procurando socorro no posto de saúde local, sendo imediatamente transferida para o Hospital Regional de Propriá/SE, local onde foi submetido a intervenções cirúrgicas, obtendo alta médica dias depois.
“Continuamos o trabalho investigativo, e a sua conclusão será evoluída, em breve, ao crivo da Justiça Pública local, com um novo pedido, no caso pela manutenção da prisão dos indiciados. Estamos com várias investigações em andamento, todos os crimes estão sendo apurados e consequentemente serão elucidados. Nesta gestão não se tolera impunidade”,  finalizou o delegado, que aproveitou a oportunidade para agradecer a cooperação do Promotor de Justiça, Arlen Brito e da juíza Fabíola Melo Feijão.

VEJA MAIS

Operação Echo desvenda esquema de roubo e falsificação de documentos e veículos; 22 pessoas foram presas

Vanessa Siqueira (Ascom/SSP)

Polícia Civil prende homem condenado por agredir a esposa

ASCOM-PC

Polícia Civil prende homem acusado de estupro de vulnerável em Teotônio Vilela

ASCOM-PC