24 C
Maceió, BR
| 2 de abril de 2020 |
Delegacia Geral – Polícia Civil de Alagoas

Covid-19: Núcleo de Qualidade de Vida da Polícia Civil difunde ações para evitar o coronavírus

Print Friendly, PDF & Email

O Núcleo de Qualidade de Vida, Saúde e Segurança no Trabalho (Qualivida), da Polícia Civil de Alagoas, fez campanha de conscientização para que policiais e demais pessoas que trabalham ou frequentam as diversas unidades da instituição tomem cuidados básicos para evitar a propagação do novo coronavirus .

Seguindo determinação da Delegacia Geral foram fixados cartazes com orientações, a exemplo de como lavar as mãos; manter distância entre as pessoas; evitar contatos com olhos, nariz e boca etc (veja exemplos em cartazes abaixo).

Estas orientações e o material com os cartazes explicativos também foram difundidos com as outras unidades da PC alagoana por meio do e-mail funcional das delegacias  e setores da instituição

De acordo com as informações do Ministério da Saúde, o novo coronavírus causa uma doença chamada covid-19. A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo, por meio de aperto de mãos (principal forma de contágio); espirro, tosse, secreção, gotículas de saliva, objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos e teclados de computador etc.

Ele penetra pelas mucosas da boca, nariz e olhos e atua, principalmente, nas vias respiratórias. Os sintomas mais comuns são febre e tosse ou dificuldade para respirar.

Algumas medidas devem ser adotadas por todas as pessoas para evitar a contaminação. Entre elas lavar as mãos com frequência até a altura dos punhos, com água e sabão (que é a melhor forma de evitar a contaminação), ou então, quando possível, higienizar com álcool em gel 70%.

Ao tossir ou espirrar a pessoa deve cobrir nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos. Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos (que é a melhor formar de evitar o contágio) como indicado abaixo.

Deve-se manter uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando. Evitar abraços, beijos e apertos de mãos. Adotar um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.

O celular e brinquedos das crianças devem ser higienizados com frequência.  Objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos não devem ser compartilhados. Evitar aglomerações e manter os ambientes limpos e bem ventilados.

A pessoa doente não pode ter contato físico com outras pessoas, principalmente, idosos e doentes crônicos e deve ficar em casa até melhorar.

Se estiver tossindo ou espirrando use a mascara, para evitar transmitir vírus para outras pessoas. Para pessoas saudáveis, use máscara somente se estiver cuidando de uma pessoa com doenças respiratórias. As máscaras são eficazes somente quando usadas em combinação com a limpeza frequente das mãos com água e sabão ou higienizadas com álcool em gel 70%. Após usar a máscara, descarte-a em local adequado e lave as mãos.

Pessoas acima dos 60 anos e aquelas com doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares são as que correm mais riscos. Para esse público, recomenda-se evitar viagens, cinemas, shopping, shows e outros locais com aglomerações. Também é importante vacinar contra a influenza. Caso utilize medicamento de uso contínuo, procure seu médico ou posto de saúde para buscar uma receita com validade ampliada, principalmente no período de outono e inverno. Isso reduz o trânsito desnecessário nos postos de saúde e farmácias.

As crianças são tão vulneráveis quanto os adultos. Mas, até o momento, raramente adoecem.

VEJA MAIS

Três pessoas são presas acusadas de latrocínio em Santa Luzia do Norte

ASCOM-PC/SSP

PC procura casal suspeito de assaltar estabelecimentos comerciais em Maceió

ASCOM-PC

Traficante é presa em operação da Polícia Civil no Agreste

ASCOM-PC