Matéria

Após investigação, três pessoas são presas por homicídio e outros crimes em ação integrada por unidades da Polícia Civil

por: ASCOMPC| Data e hora da publicação: 20/05/2020 - 09:00| Visualizações: 58 Whatsapp
imagem da materia

A Polícia Civil prendeu três pessoas envolvidas em crimes na capital, após investigações e operações conjuntas entre a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a Delegacia de Roubos (DERC) e a Gerência de Recursos, por meio da Divisão Especial de Investigação e Capturas (GRE/DEIC).

No dia 23 de abril deste ano, por volta das 15h30m, três criminosos assassinaram Jeferson dos Santos, de 23 anos, por meio de disparos de arma de fogo na BR 316, entre a rotatória da Federal e a Paragominas, na capital.
Os criminosos têm 25, 23 e 19 anos de idade, e, em operações conjuntas da DHPP/DERC/GRE-DEIC, os três foram presos nos dias 13, 14 e 18 deste mês, em Maceió.

“O crime gerou muita repercussão e causou revolta pela forma como foi praticado, sobretudo porque os criminosos filmaram toda ação, cujos vídeos foram divulgados em todas as redes sociais. A ousadia do grupo foi tamanha, não apenas pelo fato de terem cometido o homicídio em via pública movimentada e durante o dia, mas também porque instantes depois os criminosos retornaram à cena do crime para confirmar o óbito e verbalizar ameaças”, relatou o coordenador da DHPP, delegado Eduardo Mero.

Ao tomar conhecimento do fato, de imediato a equipe plantonista da DHPP se dirigiu ao local do crime, realizando a investigação preliminar. Já no dia seguinte a 3ª DHC, que tem a delegada Tacyane Ribeiro como responsável, assumiu o caso, efetivando diversas diligências investigativas que culminaram na elucidação rápida do crime, identificando autoria e esclarecendo a motivação.

O delegado Eduardo Mero disse ainda que, prontamente, a delegada responsável pelo seguimento representou pelas prisões dos três autores, tendo sido a decisão proferida e os mandados expedidos de maneira extremamente célere pela 9ª Vara Criminal da Capital, após parecer favorável do Ministério Público (MP).

“A partir de então foram iniciadas as tentativas de prisões dos autores. Ocorre que ao compartilhar as informações com outras unidades policiais, a DHPP tomou conhecimento que os criminosos também eram procurados pela Delegacia de Roubos (DERC) e pela Gerência de Recursos Especiais (GRE/DEIC), em investigações específicas de cada uma dessas especializadas”, enfatizou o coordenador da DHPP.

Desde então se iniciou um trabalho de busca aos criminosos, responsáveis não somente pelo homicídio apurado pela DHPP, mas também por roubos e participação em organização criminosa.

“Segundo investigação, confirmada com as confissões dos autores, o crime teria sido motivado por disputas entre facções rivais. O acusado de 25 anos, era quem conduzia o veículo, enquanto filmava a ação. Os outros dois desembarcaram do carro e efetuaram os disparos”, concluiu o delegado Eduardo Mero.

No âmbito da Delegacia Especializada de Roubos da Capital (DERC), a quadrilha vinha sendo investigada desde o mês de abril, quando os criminosos, utilizando um veículo Fiat/Pálio, de cor branca, e arma de fogo, fizeram um arrastão no bairro Santa Lúcia, subtraindo celulares de transeuntes. Em um dos crimes, é possível ver a ação da quadrilha através das imagens de monitoramento de uma lanchonete: o grupo para o carro ao lado do estabelecimento comercial, um dos suspeitos desce com a arma em punho e assalta funcionários e clientes, causando pânico a todos. 
O delegado Thiago Prado, titular da DERC, ressalta que quadrilhas como essa são sempre uma prioridade na investigação, e a população pode ter certeza que crimes assim não ficarão impunes.

Em relação à Gerência de Recursos Especiais - GRE-DEIC, coordenada pelo delegado Gustavo Henrique, a autoridade policial informou que há investigação ampla comprovando que os autores são membros de uma organização criminosa envolvida em diversos crimes violentos, notadamente na parte alta da cidade.

© 2020 Polícia Civil de Alagoas

Menu

Social Media