Matéria

Delegado fala sobre investigação de sequestro de empresário em Maceió

por: ASCOM-PC| Data e hora da publicação: 25/05/2020 - 17:08| Visualizações: 275 Whatsapp
imagem da materia

O delegado José Carlos, responsável pela Seção Antissequestro e Crimes Cibernéticos da Polícia Civil de Alagoas, disse, nesta segunda-feira (25), que as investigações sobre o sequestro de um empresário ocorrido ontem em Maceió já estão bem adiantadas. 
O guarda municipal, de 32 anos, e seu sogro, de 58, foram ouvidos na manhã de hoje pela autoridade policial e a equipe da Seção Antissequestro. Eles são do estado do Rio de Janeiro, e foram presos em flagrante nesse domingo.
De acordo com a investigação, ao ser ouvido pela Polícia Civil (PC), o guarda municipal (RJ) disse  que o motivo para o sequestro era a cobrança de dinheiro que havia dado ao empresário, no valor de 150 mil reais, para que ele investisse no mercado financeiro, e ao perceber que o negócio não estava indo bem, e com receio de perder  a quantia, resolveu  vir cobrar do empresário o dinheiro.
O empresário, vítima do sequestro, também foi ouvido e disse à PC que havia devolvido o dinheiro.

“Se eventualmente houvesse uma dívida entre a vítima e os investigados o modo de cobrança foi totalmente errado, pois ao invés de procurar os caminhos legais, quiseram resolver com as próprias mãos. Com isso praticaram  crime de extorsão mediante sequestro, cárcere privado entre  outros, e, possivelmente, o caso ainda poderia evoluir pra homicídio pois haviam alguns itens no material apreendido com eles no motel, para onde levaram a vítima, que deixam esta possibilidade em aberta”, disse o delegado José Carlos.
O empresário também foi ouvido e disse a PC que havia devolvido o dinheiro.
A dupla foi presa e autuada em flagrante por extorsão mediante sequestro.
O caso
O empresário, que havia sido sequestrado foi encontrado, nesse domingo (24), em um quarto de um motel, no bairro São Jorge, em Maceió, após familiares rastrearem seu aparelho celular e acionarem a Polícia Militar (PM). Dois suspeitos do crime foram presos.
Ontem mesmo, o delegado José Carlos da Seção Antissequestro da Polícia Civil também foi acionado e já iniciou o trabalho investigativo. 
No quarto, onde a vítima estava, foram apreendidas duas armas de fogo carregadores e munições, bem como material utilizado para o sequestro e outros itens.

© 2020 Polícia Civil de Alagoas

Menu

Social Media