Matéria

Polícia Civil de Alagoas prende homicida que matou mulher e escondeu corpo em geladeira, em São Paulo

Depois do crime homem teria fugido para Alagoas e foi preso na parte alta de Maceió

por: ASCOM-PC| Data e hora da publicação: 25/05/2022 - 20:04| Visualizações: 219 Whatsapp
imagem da materia

A Força-Tarefa contra Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) criada pelo secretário de Segurança Pública de Alagoas, Flávio Saraiva, e coordenada pelo delegado-geral da Polícia Civil, Gustavo Xavier, visando o cumprimento de mandados de prisão de homicidas, prendeu na tarde desta quarta-feira (25) um homem de 29 anos, foragido do estado de São Paulo.
Ele foi preso por policiais civis de Alagoas, da Divisão de Capturas e Custódias Especiais, da Gerência de Recursos Especiais (GRE), comandada pelo delegado Filipe Caldas, no conjunto Santa Maria, no bairro da cidade Universitária, em Maceió.
De acordo com o delegado Filipe Caldas o homem é acusado de assassinar uma mulher, esconder o corpo na geladeira e depois abandoná-lo.
Segundo as informações da Polícia Civil de São Paulo, o preso possuía um relacionamento extraconjugal com a vítima. Separou-se de sua esposa para morar com ela, de nome Camila. Passado algum tempo, a relação se deteriorou e Camila desapareceu repentinamente, sendo registrado um Boletim de Ocorrência (BO) por seus familiares, na data de 14 de maio de 2022. 
No dia 19 de maio, o corpo da vítima foi localizado em um local ermo, às margens de uma rodovia. 
O delegado Filipe Caldas disse que a ex-esposa do acusado compareceu à Delegacia de Polícia e confessou sua participação no crime, aduzindo que seu ex-marido matou a vítima em razão de ciúmes, e que a teria coagido a auxiliá-lo na ocultação do corpo de Camila.
No dia 13 de maio, a ex-esposa teria recebido uma ligação do assassino pedindo para que o ajudasse, pois havia espancado a vítima. A ex-mulher compareceu ao local em que ele estava e visualizou manchas de sangue na porta de um dos quartos. 
No dia seguinte, retornou ao local e o ex-marido confessou que Camila já estava morta, e seu corpo escondido na geladeira. 
O corpo da vítima foi levado no interior do porta-malas de um automóvel de aplicativo até a casa da ex-esposa. De lá foi transportado e abandonado às margens de uma estrada, onde foi encontrado posteriormente. 
Depois disso, o acusado teria empreendido fuga para o estado de Alagoas.
Diante da barbaridade do crime e repercussão que o caso teve no estado de São Paulo, a Polícia Civil paulista e o Tribunal do Júri de Bragança Paulista-SP acionaram policiais civis da DEIC de Alagoas, através da Divisão de Capturas e Custódias Especiais, da Gerência de Recursos Especiais (GRE). 
“Imediatamente, iniciaram-se as diligências investigativas na tentativa de localizar o homicida foragido. Após dois dias de intensos trabalhos, contatos e levantamentos de informações, o alvo foi localizado e encaminhado à DEIC para confecção dos procedimentos cartorários e comunicação do cumprimento da prisão cautelar ao Poder Judiciário”, concluiu o delegado Filipe Caldas.

© 2020 Polícia Civil de Alagoas

Menu